O ERP Phoenix trabalha tanto com produtos que tenham estruturas fixas, cujas quantidades necessárias de cada componente são informadas no cadastramento da estrutura, como com produtos que tenham estruturas variáveis.

 
     
 

O sistema de produção da Desendata trabalha de acordo com o tipo de produto da sua empresa. Ele foi desenvolvido pensando-se tanto nos produtos de série como nos produtos sob encomenda.

 
     
 

Produtos em série

Produtos em série não variam, e, se variam, perdem a identidade, devendo ser cadastrados como um novo produto. A maioria dos produtos segueesse padrão, como por exemplo produtos como computadores e outras máquinas. Como um exemplo de máquina, um motor de carro. Este produto não varia, e, se varia, dá origem a um novo produto.

 
     
 

Controle de estoque e de empenhos através das requisições de estoque

 
     
 

Acompanhamento da produçãao de acordo com as baixas das ordens de produção, lançadas, em níveis, de acordo com a produção do produto em questão

 
     
 

Geração automática de requisições de compras, de acordo com parâmetros de compras como lead-time, estoque mínimo e múltiplo de compra

 
     
 

Apuração de todas as necessidades desta produção

 
     
 

Além dos materiais, também podemos informar na árvore de produção: processos, operações, custo com mão de obra, insumos, a fim da melhor apuração de custos.

 
     
 

No processamento da produção, o ERP verifica o estoque dispoonível de cada componente necessário, gerando:

1) Quando houver estoque disponível: Requisições ao almoxarifado, sendo a quantidade empenhada (reservada) para a ordem de produção.

2) Quando não houver estoque disponível: Ordens de produção para produtos intermediários e acabados, com fins de acompanhamento da produção. Para as matérias-primas, requisições de compra, considerando-se o estoque mínimo, estoque máximo, lead-time, lote econômico, múltiplo de compra.

 
     
 

Programação da produção

A rotina de programação da produção conta também com a geração automática do número de série e a emissão de pedidos de fabricação. Possui também o apontamento da produção por etapas, sendo as etapas de cada produção definidas pela empresa.

 
     
 

ERP Phoenix para a produção de produtos de estrutura variável

A quantidade necessária de um determinado componente presente na estrutura pode ser definida como uma quantidade fixa ou por meio de uma fórmula, que pode levar em conta alguma característica do produto ou de algum outro componente da estrutura.

Exemplificando:

Supondo a produção de um modelo de automóvel, e sendo que VERSAO e MODELO são características do produto informadas no pedido de venda, poderíamos ter como exemplo:

Se VERSAO = 'Sedan' então PORTAS = 4 senão PORTAS = 2
MACANETAS = PORTAS
DOBRADIÇAS = PORTAS * 2
CHAPA = PORTAS * (Se Portas = 4 então 3,7 Kgs senão 4,2 Kgs)

Outros exemplos de fórmulas:

Se Modelo="LUXO" então TRAVA ELETRICA = PORTAS senão TRAVA ELETRICA = 0
Se Modelo = "Simples" então AIRBAG = 0 senão Se Modelo = "Especial" então AIRBAG = 4
senão AIRBAG = 8

 
     
 

Nosso sistema abrange toda a produção de produtos de linha como a de produtos feitos sob encomenda, de composição variável, quando não é possível montar estruturas fixas de produtos. Dados como quantidade de determinado material e tempo de processo dependem de uma característica de algum componente da estrutura, como largura e comprimento.

Essas características são configuradas pela sua empresa. Exemplos no setor de implementos rodoviários:

Para um baú de alumínio, você pode configurar que deseja informar dimensões, tipo de assoalho, tipo de alumínio.

Para um de fibra de vidro, espessura do revestimento. Para uma caçamba, volume e tipo de carga transportada.

Para um sider, tipo e cor da lona.

Para uma caçamba, o volume.

Para um tanque, características da calota.

 
     
 

As quantidades para cada produção são automaticamente determinadas por fórmulas.

Por exemplo, no caso de um baú de alumínio, já é calculada automaticamente a quantidade de chapas (medidas, dimensões, quantidade em quilos de bobina) dependendo das medidas do baú e de algumas outras varíáveis (tipo de alumínio, portas...), além de calcular também a medida do retalho final.

 
     
 

Há a apuração de necessidades de materiais e a geração automática de requisições de compras, requisições de transferência de estoque e ordens de produção.

 
     
 
 
Desendata - Sistemas Especiais - desendata@desendata.com.br - Tel.: (11) 2093-0761/2094-2497 | Desenvolvido por:
Copyright © 2012 - http://www.desendata.com.br - Todos os direitos reservados.